jusbrasil.com.br
23 de Janeiro de 2019
    Adicione tópicos

    DIRETOR PRESIDENTE DA COOPAVEL ENALTECE MESA EXECUTIVA DA ASSEMBLEIA

    O diretor presidente da Cooperativa Agroindustrial de Cascavel (Coopavel), Dilvo Grolli, parabenizou os integrantes da Mesa Executiva da Assembleia Legislativa pela iniciativa de interiorização da Casa, que fará uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Cascavel nesta quarta-feira (13), às 18 horas.

    Esta é uma etapa muito interessante, pois permite a abertura da Assembleia para que os paranaenses possam ouvir seus deputados, como também dialogar com eles em cada região. Porque fica difícil para nós irmos à Curitiba e termos esse diálogo. Vindo para o interior, a Assembleia está fazendo a prestação de contas, transparente, e dando uma abertura para a população exercer a cidadania, participar da Assembleia com reivindicações e opiniões, afirma Grolli.

    As ações moralizadoras tomadas pelo presidente do Legislativo, deputado Valdir Rossoni (PSDB), e pelo 1º secretário, Plauto Miró (DEM), para restabelecer a ordem naquele Poder, no início de fevereiro, foram elogiadas pelo diretor presidente da Coopavel, que tem 3.149 associados e previsão de faturamento de R$ 1,1 bilhão para 2011. Como paranaense e brasileiro, considero as medidas altamente positivas. Elas dão transparência e promovem a moralização da Assembleia Legislativa, cuja situação nós, como cidadãos, desconhecíamos, resume o dirigente responsável pela organização do Show Rural Coopavel, feira realizada em fevereiro que abre o calendário nacional de grandes feiras agropecuárias.

    A passagem da Assembleia por Cascavel é vista por Grolli como uma ótima oportunidade para destacar a importância do agronegócio, não somente para a economia da região Oeste, mas para todo o Estado e o País. O Paraná é o maior produtor de grãos do Brasil. A região Oeste é grande produtora de grãos e de carne. E quais são nossos gargalos? A logística, que tem que ser trabalhada para redução de custos, com a duplicação das estradas, principalmente no sentido Oeste-Leste, a ampliação da malha ferroviária, a melhoria da infra-estrutura do Porto de Paranaguá. O governo também precisa adotar uma política voltada para a pesquisa regional, a fim de desenvolver novas tecnologias. E valorizar a propriedade rural, dando mais condições, mais conforto, para que o produtor não troque o campo pela cidade, completou o dirigente cooperativo.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)